Benefícios da reciclagem dos metais

O metal está presente em todas as casas. Ele está nos portões, janelas, panelas, embalagens dos alimentos, nos eletrodomésticos, talheres, automóveis e numa infinidade de objetos.

 

O grande desafio da atualidade é ampliar o reaproveitamento dos metais. Além de preservar o meio ambiente, a reciclagem do metal gera renda para muitas famílias.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 400 mil pessoas vivem da reciclagem de resíduos do lixo. Por isso, é importante separar, limpar e descartar corretamente o metal que é gerado do seu consumo.

 

A primeira etapa do processo de reciclagem de metal é a separação e coleta seletiva nas residências e empresas. Essa fase da reciclagem é fundamental porque cada metal tem  sua característica. Para serem reaproveitados, cobre, aço, ferro e alumínio  passam por processos de reciclagem diferentes.

 

Leia também: Cuidar do meio ambiente é cuidar da nossa qualidade de vida


Vamos conhecer os benefícios da reciclagem do cobre e do alumínio que são os metais mais presentes nas casas:

 

Reciclagem do Cobre

 

Além de ser um dos metais mais comuns, o cobre também é um dos materiais mais utilizados em todo o planeta. Usado em eletroeletrônicos, eletrodomésticos, materiais condutores de eletricidade (cabos e fios), o cobre não perde suas propriedades durante o processo de reciclagem e pode ser reutilizado quantas vezes for necessário.

Por ser extraído diretamente da terra é fundamental reciclar este material. Quando o cobre é reciclado poupamos energia e preservamos o meio ambiente.

Atualmente, o valor da tonelada do cobre é de U$ 7 mil.

 

Reciclagem do Alumínio

 

O alumínio é outro metal que pode ser reciclado infinitas vezes. A reciclagem do alumínio também é importante para a preservação do meio ambiente. Além de poupar energia, reciclar alumínio significa emitir menos gases poluentes.

Não apenas em sua forma metálica, o alumínio está em veículos, na construção civil, em processos industriais, na indústria de alimentos, no tratamento de água, em embalagens, utensílios domésticos e outros tantos objetos.

No Brasil, produção de latinhas de alumínio começou na cidade de Pouso Alegre (MG) em 26 de outubro de 1989. Um marco histórico para o mercado brasileiro de embalagens.

 

 

aluminio

Campeão de reciclagem


Dados de 2017 da Associação Brasileira de Latas de Alumínio (Abralatas) apontam que temos 303,9 mil toneladas de latinhas colocadas no mercado, destas 265,8 mil toneladas foram separadas, recolhidas e recicladas. Isso representa 97,3% de reciclagem, nada mal se comparado a outros resíduos.

 

O Brasil é líder mundial na logística reversa do alumínio. Em razão do alto consumo e demanda industrial o alumínio é um dos resíduos mais valorizado no mercado de reciclagem. A tonelada do metal pode chegar a US$ 2.295


Metais recicláveis

 

  • Latas de óleo, de sardinha, de cerveja e refrigerante;
  • Arames;
  • Embalagens de marmitex;
  • Ferragens;
  • Fios e objetos de cobre;
  • Latas de aerosol;
  • Panelas sem cabo;
  • Folhas de alumínio limpas;
  • Tampas de metal;
  • Chapas de metal;
  • Tubos de pasta de dente;
  • Canos de metal;
  • Tampinhas de garrafa;
  • Objetos de alumínio como janelas, portas, portões, entre outros
  • Tampas de iogurte, manteiga
     

 

Rejeitos que precisam ser separados em coleta seletiva.

 

  • Latas de tinta;
  • Latas de verniz;
  • Latas de solventes químicos;
  • Latas inseticidas.

 

Fontes: Abralatas, Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre)

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 9 de outubro de 2020

    […] LEIA TAMBÉM: Benefícios da reciclagem dos metais […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *