LIXO ELETRÔNICO, UM PROBLEMA DO SÉCULO 21

 

O desafio de como melhor descartar eletrônicos usados não é de agora. Vem desde os anos 1970, mas muita coisa mudou desde então, especialmente com a era digital. 

De lá pra cá, a quantidade de eletrônicos descartados só aumenta. Os avanços tecnológicos chegam em uma velocidade tão grande que muitos dispositivos que ainda funcionam são considerados obsoletos. 

Estima-se que a cada ano são geradas quase 50 milhões de toneladas de sucata tecnológica no mundo todo. Esse número destaca a crescente importância da reciclagem, que também levanta algumas estatísticas preocupantes: apenas 20% desses resíduos eletrônicos são reciclados. Se continuarmos assim, a ONU acredita que podemos chegar a 120 milhões de toneladas de sucata eletrônica até 2050. 

O volume de lixo eletrônico produzido em todo o mundo e a má gestão da reciclagem representam um perigo para o meio ambiente. Aprimorar o processo é vital para desacelerar as mudanças climáticas e evitar mais danos ao planeta.

 

 

 

O QUE É LIXO ELETRÔNICO

Lixo eletrônico é qualquer equipamento elétrico ou eletrônico que foi descartado. São aqueles produtos indesejados, que não funcionam mais. Celulares, tablets, computadores, televisores, aparelhos de som são alguns dos produtos eletrônicos mais comuns. Podemos citar outros, mas a lista é bem grande e vai muito além disso:

 

Eletrodomésticos

  • Microondas
  • Fogões, fornos, cafeteiras e panelas elétricas
  • Aquecedores

 

Dispositivos de comunicação e informática

  • Celulares
  • Smartphones
  • Tablets
  • Computadores desktop
  • Monitores de Computador
  • Laptops
  • Placas de circuito
  • Discos rígidos

 

Dispositivos de entretenimento doméstico

  • DVDs
  • Players Blu Ray
  • Televisores
  • Videogame
  • Aparelhos de som

 

Utilitários eletrônicos

  • Cadeiras de massagem
  • Almofadas de aquecimento
  • Controles remotos
  • Esteiras
  • Monitores Cardíacos
  • Equipamento para teste de diabetes

 

Utensílios e equipamentos de escritórios e consultórios 

  • Copiadoras
  • Impressoras
  • Racks de servidores de TI
  • Fios e cabos
  • Sistemas de telefone e PBX
  • Hardware de rede 
  • Máquinas de diálise
  • Desfibrilador
  • Autoclave
  • Equipamento de imagem

 

POR QUE O LIXO ELETRÔNICO É TÃO PREJUDICIAL?

A maioria dos eletrônicos contém materiais como berílio, cádmio, mercúrio, chumbo, óxido de chumbo, antimônio e níquel. Esses elementos tóxicos poluem rios, lagos e mares e liberam gases na atmosfera que afetam os ecossistemas. 

A reversão para um modelo de produção e consumo que reduza a quantidade de lixo eletrônico não pode mais ser adiada. O consumo responsável, capaz de prolongar a vida útil e desacelerar o crescimento desse lixo, é uma das respostas para o problema. O reaproveitamento de dispositivos tecnológicos tornou-se a única opção diante de um sistema de reciclagem ineficiente.

 

COMO PODEMOS TER MENOS LIXO ELETRÔNICO?

Reduzir

Estamos usando cada vez mais dispositivos e os substituindo com mais frequência. A mudança desse hábito depende do consumidor – que deve ser menos influenciado pelas estratégias de marketing que estimulem o consumo.

Reutilizar

Os especialistas em reciclagem de eletrônicos recomendam que amigos ou familiares herdem os aparelhos que ainda funcionam, ou que sejam oferecidos no mercado de usados. Também existe a possibilidade de doá-los a instituições de caridade.

Reciclar

Quando o item não funciona mais e não há chance de ser usado por alguém próximo, a opção é a reciclagem. O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), fala sobre a necessidade de garantir padrões de consumo e produção sustentáveis. No que diz respeito aos aparelhos eletrônicos descartados, isso significa alcançar um manejo ecologicamente aceitável ao longo de seu ciclo de vida.

OS BENEFÍCIOS DA RECICLAGEM DE LIXO ELETRÔNICO

Quantos celulares você já teve na vida? 

Sabemos que os consumidores continuarão comprando novos aparelhos e outros dispositivos eletrônicos. Sabemos também que existem sérios riscos ambientais se enviarmos tudo isso para um aterro sanitário quando não tiverem mais utilidade. 

Por outro lado, a reciclagem oferece benefícios consideráveis ao nosso meio ambiente. De acordo com um relatório publicado em 2019 pela revista Environmental Science & Technology, é 13 vezes mais caro extrair minerais de depósitos naturais do recuperá-los de resíduos tecnológicos para a fabricação de novos dispositivos. 

A obtenção de minerais como platina, cobre e paládio não envolve apenas desenterrá-los e processá-los, mas também requer o uso de grandes quantidades de água e energia. É aí que entra o conceito de economia circular, baseado no uso de materiais provenientes de itens reciclados e menor dependência da extração de recursos virgens.

A reciclagem de aparelhos eletrônicos não melhora apenas a qualidade do meio ambiente, mas também traz outros benefícios. A International Telecommunication Union (ITU) avalia que esses itens, reciclados corretamente, podem gerar oportunidades no valor de mais de 62 bilhões de dólares anualmente e criar milhões de novos empregos em todo o mundo. 

 

COMO DESCARTAR LIXO ELETRÔNICO?

O lixo eletrônico deve ser sempre separado dos resíduos orgânicos e dos materiais recicláveis, como papel, plástico, metal e vidro. 

O descarte deve ser feito em locais apropriados, que podem ser empresas especializadas, centros de reciclagem ou de centros de estudos, como escolas e universidades que tem projetos voltados ao descarte de lixo e ao meio ambiente.

Existem muitas empresas que reciclam e até compram celulares antigos. Essas empresas desmontam, separam e reciclam os materiais internos – como plástico, vidro e metais. Muitos desses materiais podem ser usados para fazer novos produtos. 

Na dúvida, converse com quem faz a coleta na rua da sua casa. O trabalho deles é extremamente importante, e saberão lhe dizer como tudo deve ser feito.

Se você já sabe, conte pra gente como faz. Sua dica pode ajudar a salvar o planeta. Pelo app AMA você pode nos enviar fotos e vídeos mostrando que se preocupa com o meio ambiente. Pelo app AMA você pode ainda fiscalizar os seus vizinhos, para saber se ele estão fazendo do jeito certo. 

Fique de olho nas tarefas que geram pontos para serem trocados por prêmios.

Participe!

 

Leia também: De quem é a responsabilidade?  A responsabilidade sobre o lixo que geramos começa no momento do consumo; e só após o descarte será transferida para o órgão público ou empresa terceirizada que tem o compromisso de destinar cada tipo de resíduo.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Maria Maris Rizzato disse:

    Minha preocupação constante. Em Maringá precisa de muita divulgação. Obriga da.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *