Reciclagem de vidro: a cor importa?

RECICLAGEM DE VIDRO: A COR IMPORTA?
O vidro pode ter as mais diferentes tonalidades. As mais comuns, encontradas em produtos de consumo de grande parte da população mundial, são: transparente, azul, verde e marrom. Essas cores diferentes, além de representarem uma forma de proteção do produto embalado contra a luz e o calor, também funcionam como um chamativo a mais ao consumidor.

O QUE TORNA OS RECIPIENTES DE VIDRO TRANSPARENTES OU COLORIDOS

Os primeiros recipientes de vidro não eram transparentes nem propositadamente coloridos. Em vez disso, eles eram naturalmente manchados – às vezes até tinham bolhas – por causa de impurezas nos materiais usados ​​para fazê-los.

Foi durante a Idade Média que os venezianos descobriram que a pirolusita, uma espécie de mineral de manganês, pode eliminar materiais que colorem o vidro derretido. A pirolusita, na época, era considerada o sabonete dos fabricantes de vidro.

Mais tarde, mais descobertas foram feitas, principalmente técnicas de coloração para tornar o vidro mais decorativo. Por exemplo:

O vidro azul é colorido com óxido de cobalto ou carbonato de cobalto
O vidro verde é geralmente feito com cromato de ferro oxidado
O vidro vermelho-rubi é feito de cobre
O vidro amarelo é feito com antimônio
O vidro roxo e ametista são coloridos com manganês
O vidro branco opaco é feito adicionando estanho
O vidro marrom ou âmbar contém uma mistura de enxofre, ferro e carbono

A escolha da tonalidade do vidro pode ser por estética ou preferência pessoal. Mas alguns produtos, quando embalados, apresentam reações desfavoráveis quando expostos à luz. E aí que os frascos de vidro colorido entram em ação, oferecendo diferentes níveis de proteção contra a luz, inclusive contra a luz ultravioleta.

RECICLAGEM DO VIDRO

Durante o processo de fabricação do vidro, matérias-primas extras podem ser adicionadas para dar uma cor particular ou qualidades especiais.

Por isso, quando falamos em reciclagem, embora o pensamento comum seja de que todo vidro pode ser reciclado, o processo não é tão simples quanto se possa imaginar.

Nem todas as cores de vidro podem ser recicladas juntas. Misturar tons de vidro diminui a qualidade do produto reciclado e, consequentemente, a capacidade de vender vidro reciclado no futuro.

VIDRO TRANSPARENTE

O vidro transparente é feito de elementos básicos de vidro, como areia e calcário, e é usado para uma variedade de produtos, como recipientes para alimentos e bebidas, eletrônicos, itens de design doméstico e muito mais.

VIDRO AZUL

O vidro azul é feito de impurezas naturais de ferro da areia. É usado para recipientes de comida e bebida e até mesmo itens de design doméstico como azulejos, pisos, vitrais, etc.

VIDRO VERDE

O vidro verde é criado pela adição de ingredientes ao vidro fundido, principalmente cobre, ferro e cromo. Essa tonalidade protege o conteúdo da exposição ao sol e de temperaturas extremas, portanto, é usado principalmente para proteger alimentos e bebidas.

VIDRO MARROM

O vidro marrom resulta da adição de materiais como carbono, níquel e enxofre ao vidro fundido. Pode ser usado para proteger o conteúdo do recipiente da exposição direta à luz solar e, por sua vez, ajuda a preservar o sabor e o frescor. O vidro marrom é usado principalmente para a preservação de alimentos e bebidas.

QUAL O PROBLEMA DA RECICLAGEM DE VIDRO COLORIDO?

A resposta mais básica é que nem todas as receitas para se produzir vidro são iguais. Hoje em dia, quase todas as fórmulas usam conteúdo de vidro reciclado no lugar de outras matérias-primas. Isso não é apenas economicamente eficiente, mas também economiza preciosos recursos naturais. Mas esta técnica só é eficiente se o vidro for reciclado de forma adequada por cor, refletividade e outras características importantes. Portanto, o vidro colorido requer um tratamento especial.

SEPARAÇÃO PARA RECICLAGEM

Alguns centros de reciclagem exigem que o vidro colorido seja separado do transparente. Mas, dependendo de cada município, serviços de reciclagem locais aceitam recipientes de vidro misturados.

Quando o vidro chega em um centro de reciclagem, a separação por tonalidades é necessária, pois um único item de cor diferente misturado a um lote de cores iguais ​​pode arruinar todo o lote e diminuir o valor do vidro recuperado.

Verifique com quem faz a coleta na rua da sua casa antes de tomar a decisão de deixar todos os vidros juntos ou separá-los.

RECICLAGEM DE VIDRO COLORIDO

Independentemente se o serviço de coleta de lixo da rua da sua casa exige ou não a separação de vidros por tonalidades, uma alternativa é procurar diretamente por centros de reciclagem de vidro. Em muitos casos, ao levar suas garrafas de cerveja, refrigerantes e vinho usadas a esses centros de coleta, você pode até conseguir vendê-las, o que tornará seus esforços de reciclagem um pouco mais recompensadores.

REUTILIZAÇÃO DO VIDRO COLORIDO

Se na região onde você mora não existir nenhum centro de reciclagem que recicle vidro colorido, o primeiro passo, para quem se preocupa com a preservação do meio ambiente, é tentar minimizar o consumo de produtos que venham embalados em vidros que não sejam transparentes.

Em seguida, encontre maneiras de reutilizá-lo. Por exemplo, você pode transformar uma garrafa de cerveja em um copo estilizado para consumo de bebidas. No YouTube você encontra diversos tutoriais sobre como fazer isso.

Hoje em dia muita gente produz cerveja artesanal em casa, outra maneira de se aproveitar as garrafas. Há também quem faça peças de artesanato usando recipientes de vidro colorido, e quem use as embalagens usadas para posteriormente guardar produtos frescos, e muito mais.

Com criatividade você saberá dar nova função para qualquer tipo de vidro, transparente ou colorido.

 

Leia também: Como separar, reciclar e reaproveitar os diferentes tipos de vidro

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *